Térmitas

 
 
Contacte-nos 220 423 381 ou Solicite-nos um Orçamento ---- Deixe os profissionais tratar das pragas por si --- CONTROLO DE PRAGAS 24H
 

Controlo de Pragas de Térmitas - Bicho da Madeira

 

 
 
 
 

Broca das Árvores

 
Família: Ernobius mollis
  • Adulto: entre 3 e 7 mm. Coloração vermelha ou castanha escura, com pelos amarelos sedosos no corpo

Ciclo de vida
  • A fêmea deposita 20 a 30 ovos em cavidades de cascas de árvores e as larvas eclodem dentro de duas a três semanas
  • Segue-se a passagem a pupa na Primavera ou no início do Verão, processo que dura uma ou duas semanas
  • Os adultos emergem entre Maio e Agosto

Hábitos
  • Só danificam madeiras macias sem casca, não causando danos estruturais. Aparecem em plantas trepadeiras, madeiras rústicas, vedações e abrigos de jardim
 
 
 
 
 
 

Caruncho da madeira

 
Família: Nacerdes malamura
  • Comprimento de 7-14mm
  • Castanho-amarelado, com pontos pretos nos élitros (asas coreáceas)
  • Apresenta 3 estrias a todo o comprimento dos élitros

Ciclo de vida
  • Os ovos são depositados na madeira húmida, em decomposição
  • As larvas perfuram a madeira durante cerca de 9 meses e depois emergem no Verão

Hábitos
  • As larvas requerem que a madeira seja constantemente molhada, para que os fungos decomponham as fibras da madeira
  • São duas fontes principais de infestação em edifícios – madeiras estruturais húmidas devido a infiltrações pela água das chuvas, e peças de madeira debaixo de fundações em betão armado, caminhos e circuitos de pedestres
 
 
 
 
 
 

Caruncho Exótico da Madeira

 
Família: Lyctus brunneus
  • Adultos: 5 mm de comprimento
  • São castanhos-avermelhados, estreitos e um pouco achatados
  • As larvas são castanhas-claras e medem 6 mm quando totalmente desenvolvidas

Ciclo de vida
  • Os ovos esbranquiçados, longos e cilíndricos, são depositados pela fêmea nos poros largos das madeiras densas. A fêmea deposita entre 30 e 50 ovos, dos quais as larvas eclodem em uma ou duas semanas. Os ovos só são depositados se o teor nutritivo da madeira for suficiente para as larvas
  • As larvas passam a pupas em duas a quatro semanas, perto da superfície. Os adultos emergem entre Junho e Agosto, devorando a madeira até à superfície
  • O ciclo de vida completo pode durar de quatro a dez anos

Hábitos
  • Das quatro fases de vida distintas, a fase de larva é a que causa mais danos na madeira. As larvas fazem túneis na madeira durante um ou dois anos
  • São sobretudo pragas de depósitos de madeira, mas também causam danos graves em mobílias, equipamentos desportivos, soalhos de tacos e outras madeiras
 
 
 
 
 
 

Caruncho dos móveis

 
Família: Xestobium rufovillosum
  • Adultos: 3 a 4 mm de comprimento. O tórax é bastante saliente e oculta a cabeça. Larvas: encontram-se frequentemente no interior das madeiras

Ciclo de vida
  • A temperatura óptima para o seu desenvolvimento é de 22–23°C

Hábitos
  • Não é uma praga que ataque produtos armazenados, mas sim as madeiras
 
 
 
 
 
 

Caruncho Pequeno da madeira

 
Família: Anobium punctatum
  • Adultos: 5 a 7 mm de comprimento. Larvas: 10 mm
  • Este caruncho é castanho-avermelhado escuro e tem pêlos amarelados, tipo escamas, na parte superior do corpo e nos élitros. As larvas são de cor castanha clara, em forma de gancho, cobertas por pêlos erectos dourados e com mandíbulas castanhas escuras na cabeça

Ciclo de vida
  • Depois de acasalar, a fêmea deposita 3 a 4 ovos agrupados em fendas das superfícies de madeira rugosa. São esbranquiçados e ovais e a fêmea faz 40 a 60 posturas durante o seu ciclo de vida. As larvas eclodem dos ovos em duas a cinco semanas
  • As larvas passam a pupas logo abaixo da superfície da madeira. Os adultos emergem no início do Verão, devorando a madeira até à superfície e deixando os característicos orifícios de saída

Hábitos
  • No seu ambiente natural, o insecto vive na madeira morta de várias espécies de árvores de madeira densa, que estejam em decomposição devido à acção de fungos
  • Dentro dos edifícios, o insecto aparece quase sempre em madeiras densas antigas, sobretudo em madeira de carvalho
  • Os maiores danos são provocados pelas larvas, uma vez que fazem túneis na madeira ao longo de cinco a dez anos
 
 
 
 
 
 

Caruncho Grande da Madeira

 
Família: Hylotrupes bajulus
  • Adultos: 8 a 25 mm de comprimento
  • Os adultos são pretos ou castanhos, cobertos de pêlos acinzentados na parte superior do corpo e nos élitros. Têm dois pontos pretos brilhantes no tórax, semelhantes a olhos
  • As larvas carnudas são brancas-acinzentadas e podem atingir 35 mm quando totalmente desenvolvidas

Ciclo de vida
  • A fêmea deposita os ovos entre Julho e Outubro, nas rachas e fendas da madeira. São brancos-acinzentados a amarelados, de formato elíptico com extremidades pontiagudas e eclodem em duas a três semanas
  • Os maiores danos são provocados pelas larvas, uma vez que fazem túneis na madeira durante três a onze anos
  • As larvas passam a pupas perto da superfície da madeira e os adultos emergem cerca de três semanas depois

Hábitos
  • Infestam madeiras macias, total ou parcialmente secas. Geralmente, danificam o borne, mas também podem afectar o cerne da madeira
  • A infestação pode ocorrer em locais isolados, para onde tenham sido transportadas madeiras infestadas
 
 
 
 
 
 

Gorgulho do bambu

 
Família: Dinoderus minutus
  • Corpo forte castanho escuro, quase cilíndrico, com 2–3,7 mm de comprimento.  Antenas largas na ponta, com os últimos 3 segmentos consideravelmente maiores e a terminar em clavas bem definidas. 
  • O tórax arqueado esconde a cabeça arredondada na qual apresenta protuberâncias, tipo dentes. Duas grandes ondulações na parte traseira do tórax
  • O élitro está coberto de pequenas covas e cerdas hirsutas

Ciclo de vida
  • A fêmea deposita 27–35 ovos no substrato dos alimentos, as larvas eclodem e perfuram a planta
  • A larva passa por 4 fases de desenvolvimento e transforma-se em pupa dentro da planta
  • O ciclo de vida pode ser de apenas 60 dias em boas condições (35 °C, 75% de humidade relativa), com múltiplas gerações por ano

Hábitos
  • A larva alimenta-se da cana de bambu, mas o gorgulho também procria na raiz de mandioca
  • A larva constrói passagens em forma de tubo ao longo das fibras das plantas e emerge deixando um buraco perfeitamente redondo
  • Esta espécie originária da Ásia Oriental acompanha a carga dos navios (ex. em produtos de tapioca), embalagens de lanifícios e até em instrumentos musicais em madeira
 
 
 
 
 
 

Gorgulhos Xilófagos

 
Família: Euophryum sp
  • Adultos – 2,5-5mm de comprimento. Os gorgulhos são castanhos-avermelhados a pretos. Têm focinho alongado, corpo cilíndrico e patas curtas
  • As larvas são castanho-claras, em forma de C, enrugadas e sem patas

Ciclo de vida
  • Os ovos são depositados individualmente pela fêmea, em orifícios vazios. São brilhantes, brancos, flexíveis, achatados numa extremidade e eclodem em 16 dias
  • As larvas fazem túneis na madeira durante seis meses a um ano. Passam a pupa perto da superfície, durante duas a três semanas
  • Os adultos emergem no Verão, deixando orifícios de saída. Os adultos podem viver mais de um ano

Hábitos
  • Os danos estão associados a madeiras húmidas e em decomposição, sobretudo madeiras infestadas por podridão-parda-seca. As infestações podem alastrar a madeiras saudáveis existentes nas proximidades
 
 
 
 
 
 

Gorgulho Azul

 
Família: Korynetes caeruleus
  • Adulto: 4mm. Coloração azul brilhante

Ciclo de vida
  • Os ovos são depositados à superfície da madeira, em torno ou dentro dos orifícios de saída
  • As larvas vivem no interior da madeira que esteja infestada com insectos devoradores de madeira, alimentando-se das larvas desses insectos
  • Adultos: acasalam após emergirem da fase anterior, depositam os ovos e morrem

Hábitos
  • Predador do caruncho pequeno da madeira e do caruncho da madeira – a sua presença indica uma grande infestação de qualquer um desses insectos xilófagos
  • É a larva, raramente vista, que consome as larvas das pragas de xilófagos nos seus túneis. O Gorgulho azul não danifica a madeira
 
 
 
 
 
 

Térmitas da Madeira Húmida

 
Família: Neotermes spp
  • Entre 5 e 10 mm de comprimento
  • Coloração castanha
  • 2 pares de asas delgadas, longas e caducas

Ciclo de vida
  • As rainhas principais podem depositar milhares de ovos por dia
  • Uma colónia costuma ter um rei e uma rainha, que são as únicas térmitas que acasalam, mas não é invulgar que uma colónia tenha mais do que um par reprodutor

Hábitos
  • As colónias podem albergar vários milhões de térmitas
  • São populações organizadas que preferem as condições húmidas
  • Estes grupos de térmitas alimentam-se de madeira em decomposição, como tocos de árvores velhas, troncos em decomposição e pedaços de madeira enterrada
  • Depois de se estabelecerem, podem transitar para as estruturas de madeira sã dos edifícios
 
 
 
 
 
 

Térmitas da Madeira Seca

 
Família: Cryptotermes spp
  • Larvas: 1 mm de comprimento, brancas e translúcidas
  • Soldados: 5 mm de comprimento, tórax e abdómen pálidos e cabeça mais escura
  • Adultos: até 7 mm de comprimento, 11 mm com as asas

Ciclo de vida
  • Os adultos com asas (alados) emergem do ninho em enxame. Após um voo curto, pousam no solo e separam-se das asas
  • Logo que os machos são atraídos pelas fêmeas, juntos procuram um local apropriado, como uma cavidade num tronco de madeira seca, e começam a escavar uma galeria
  • Não acasalam enquanto o seu ninho não estiver selado. O acasalamento decorre durante toda vida da colónia
  • O desenvolvimento da colónia é lento, dado que o rei e a rainha podem não gerar mais do que 3 ou 4 larvas no primeiro ano
  • As larvas desenvolvem-se e tornam-se obreiras, soldados ou aladas

Hábitos
  • Infestam madeira seca, incluindo madeiras estruturais de edifícios
  • Expandem as colónias consumindo a madeira em todas as direcções, eventualmente criando um só espaço vazio. Por fora, a madeira pode aparentar estar sã
  • São frequentemente detectados pelas bolinhas que ejectam para o exterior por pequenos orifícios nas madeiras atacadas
 
 
 
 
 
 

Térmitas Subterrâneas

 
Família: Coptotermes spp Queen
  • Entre 5 e 10 mm de comprimento
  • Corpos largos e brancos, com cabeça castanha

Ciclo de vida
  • As rainhas podem depositar vários milhares de ovos num só dia
  • O rei é apenas ligeiramente maior do que as térmitas médias e continua a acasalar com a rainha durante toda a vida
  • Os machos da colónia morrem imediatamente após o acasalamento, mas as térmitas macho aladas tornam-se reis e vivem com as rainhas

Hábitos
  • Constroem os ninhos no solo e são muito dependentes de solos húmidos. • Na busca de alimento, as térmitas subterrâneas constroem tubos de terra porque são muito susceptíveis à desidratação quando expostas ao ar. 
  • As térmitas subterrâneas costumam fazer os seus percursos acima do solo para alcançarem madeiras ou outras fontes de celulose. Estas térmitas decompõem a celulose em amido com a ajuda de protozoários que têm no aparelho digestivo
 
 
 
 
 

Metodologia de Serviço

 
 
 

Inspecção

 
 
 
 

identificação

 
 
 
 

aplicação

 
 
 
 

medidas preventivas

 
 
 
 
 
Os nossos Clientes
 
 
  • Armazéns
  • Restaurantes
  • Cafés
  • Padarias
  • Pastelarias
 
 
 
  • Casas Particulares
  • Condomínios
  • Infantários
  • Escolas
  • Empresas Alimentares
 
 
 
  • Hotéis
  • Pensões
  • Câmaras
  • Navios
  • Organismos Públicos
 
 
 
  • Minimercados
  • Lares de Terceira Idade
  • Vacarias
  • Aviários
  • Outros